Candidato de Assis viaja 410 km para fazer prova da Fuvest

A chegada dos candidatos para a primeira prova da segunda fase do vestibular da Fuvest, na manhã deste domingo (6), foi tranquila nas três escolas onde serão aplicados os exames na cidade de Campinas (SP). Os portões abriram 12h30 e fecharam às 13h05.

André Gomes Daguano, de 18 anos, foi um dos primeiros a chegar ao Colégio Liceu Nossa Senhora Auxiliadora, no Jardim Guanabara, por volta das 10h20. Para seguir a carreira também escolhida pelo pai e dois irmãos, ele viajou de Assis (SP) e está temporariamente na casa de familiares no distrito de Barão Geraldo, a 410 quilômetros da cidade natal, para facilitar o acesso aos locais de exame durante a maratona de vestibulares. Ele também fez exames para ingressar na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e na Universidade Estadual Paulista (Unesp).






O receio do candidato para esta etapa é a redação. “Acredito que estou pronto, parei de estudar em novembro e agora só reviso. Mas o que tenho mais dificuldade é escrever, já que os temas da Fuvest são mais subjetivos e isso será um desafio”, afirmou.

Além disso, durante esta tarde, os candidatos responderão a dez questões de português. O candidato para o curso de administração Igor Frade, de 17 anos, morador de Holambra (SP), afirmou não concordar com a exigência de obras como “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, na lista de livros exigidos para no exame. “Ele [autor da obra] é o terror da maioria, o vocabulário é muito complicado”, brincou.

Fonte: G1






Deixe seu comentário